Project Description

Autores: Normandes Matos da Silva; Karine Lopes; Domingos Sávio Barbosa; Bianca Harumi Yamaguti Garcia
País de desenvolvimento: BR
Ano de desenvolvimento: 2020
Categoria da patente: Processo e produto
Número da patente: BR 10 2020 025102 3
Resumo: Trata-se de processo de recuperação de áreas degradadas através de sementes dispersas por meio de cápsulas aladas biodegradáveis, sendo que as sementes podem estar em estado natural, peletizadas ou consorciadas com nutrientes, hidrogel e solo. As cápsulas serão liberadas ao solo por meio de dispensadores embarcados em aeronaves remotamente pilotadas, popularmente conhecidas como drones. Essa dispersão pode ser feita a partir de voos manuais ou automatizados, visando o lançamento das cápsulas em locais específicos como margens de rios e encostas de morros. O processo é estrategicamente útil em ambientes degradados com grande extensão territorial (maiores que 10 hectares) de difícil acesso via terrestre, e onde possa implicar riscos à integridade física de pessoas, como em locais com grandes erosões ou em encostas íngremes com risco de desabamento. O processo de dispersão aqui apresentado também pode, de forma alternativa, ser utilizado para a dispersão de insetos, que fazem controle biológico de pragas que podem afetar lavouras ou a vegetação que está regenerando em áreas degradadas. O processo em tela apresenta um custo operacional aproximadamente 13 vezes menor que o de uma aeronave tripulada que convencionalmente realiza a dispersão área de cápsulas para reflorestamento.

Tem interesse nesta patente? Fale conosco!